fbpx

Morro de Santo Antônio Mato Grosso

Alguém aqui já ouviu falar em “ideia de gênio”? Então, foi bem isso que motivou nossa subida ao Morro de Santo Antônio. Um amigo sugeriu que subíssemos o Morro de madrugada para assistir ao Nascer do Sol… Ah, como deve ser lindo…. E lá fomos nós, porém, sem o dono da ideia.

Localizado a 27 km de Cuiabá, o Morro de Santo Antonio, com seus 500 metros acima do nível do mar, teve papel fundamental na história do Estado. Durante a Guerra do Paraguai foram montados pontos de observação no Morro de Santo Antonio, tornando o mais importante, para evitar uma possível invasão dos paraguaios através do rio.

Sua imponência às margens do rio Cuiabá fez com que se tornasse uma referência além de um dos cartões postais do estado. Por sua importância o Morro de Santo Antonio está representado no brasão do estado. 

Morro de Santo Antonio

Além da beleza e importância na conservação de suas espécies, o Morro é um dos melhores locais de Santo Antonio do Leverger para a prática de esportes na montanha além de proporcionar uma das melhores vistas do rio Cuiabá além da capital de Mato Grosso. 

Como chegar

Está localizado às margens da Rodovia Palmiro Paes de Barros, que liga Cuiabá ao município de Santo Antônio do Leverger. O acesso ao morro se dá  aproximadamente 8 km após o trevo da Rodovia dos Imigrantes, sentido Santo Antônio. Para ficar mais fácil de encontrar, há estátuas de dois Índios (foto abaixo) bem a frente da estrada de chão a  ser seguida, com entrada do lado direito. São aproximadamente 3,5 km até o estacionamento.

Trilha do Mel em Chapada dos Guimarães

Ponto de referência Estátua dos Indios

Não é necessário acompanhamento de guia e a entrada é gratuita.

Porque pretendíamos assistir ao nascer do sol, iniciamos nossa trilha às 05:00 hs. Caso queiram fazer o mesmo, não se esqueçam das lanternas, item que inacreditavelmente esquecemos de levar.

Amanhecer no morro
Cuiaba amanhecendo

Quanto tempo para subir?

Foram aproximadamente 50 minutos de caminhada mas antes mesmo de chegarmos ao topo, já tínhamos uma bela vista de Cuiabá. O terreno é bem íngreme e com muitas pedras, o que torna a trilha muito cansativa e difícil. A máxima de que “para baixo todo santo ajuda” não vale neste caso porque até mesmo a descida é sofrida.

Mas quando se chega no topo do morro, o cansaço dá lugar ao deslumbramento. Esquecemos toda a dificuldade sentida e passamos a apreciar a exuberância da natureza, sua grandiosidade. A vista da cidade, ainda com suas luzes acesas, o Rio Cuiabá em toda a sua formosura e imponência, o vento no rosto, aquele céu… Experiências que provam o quanto é simples aproveitar a vida. 

E quanto a apreciar o nascer do sol? Tchantchanranran… Estava nublado hahahaha.

Nosso nascer do sol

Resumindo: Super valeu a pena ainda mais porque tivemos a companhia de uma galera show e isso fez a diferença. 

Galera que subiu o morro

Dica: Se alimente bem antes da subida, ainda mais se optar por fazer a trilha de madrugada. Teve gente (Luciana) que não comeu direito e não se sentiu bem em alguns momentos.

Ficou com alguma dúvida, quer sugerir algo ou já fez essa trilha? Compartilhe conosco deixando seu comentário.

Como Chegar:

Clique Aqui.

Até a próxima aventura pessoal.

Lu e Euclides.

*Todos os gastos durante a viagem foram pagos com recursos próprios e decidimos divulgar porque a experiência foi positiva. Qualquer post patrocinado será mencionado.

Vai Viajar? Podemos ajudar

Então vamos viajar. Reserve sua hospedagem, alugue carro ou contrate Seguro Viagem através dos nossos links e banners! Você não terá qualquer custo extra e nós, ganharemos uma pequena comissão! Assim, estará nos ajudando a continuar produzindo conteúdo gratuito e de qualidade. 

Deixe uma resposta