fbpx
Dicas

Trombose: Eu tive Síndrome da Classe Econômica.

Atualizado em

5.0
15

A Síndrome da Classe Econômica existe e eu fui uma de suas vítimas. Depois que voltei da Itália, levei um grande susto ao ser diagnosticada com Trombose Venosa Profunda (TVP).

Espaço pernas alitalia

Sabe quando você ouve muito falar em algo mas nem acredita que realmente seja verdade? Pois é, essa era eu quando diziam que era preciso me movimentar em voos longos.

Apesar da descrença, sempre mexia as pernas durante o voo, mesmo que sentada, e ainda insistia para o Euclides fazer também.

Ainda assim, não sabia ao certo o que poderia acontecer no caso de não me movimentar e nem se realmente aconteceria algo de ruim.

Confesso que, vez ou outra, li matérias sobre pessoas terem falecido durante um voo, vítimas de embolia pulmonar, mas nem por isso relacionava o fato à Trombose ou à falta de se movimentar.

Ignorância minha que nunca tinha estudado sobre o assunto até acontecer comigo.

Sabia que o Seguro Viagem é essencial para sua segurança no exterior?

Além de ser obrigatório nos países da Europa, a imigração pode solicitar o documento para permitir ou negar sua entrada.

Faça uma cotação online na Real Seguros, comparando o preço nas melhores seguradora, é só clicar no botão.
 

Sim, a Síndrome da Classe Econômica é real.

Geralmente, a Trombose Venosa Profunda é relacionada com viagens de avião.

Em virtude da grande ocorrência da Trombose após longos voos, surgiu o jargão médico “Síndrome da Classe Econômica”, porém, o perigo vai muito além disso.

A doença afeta pessoas que passam longos períodos sentadas, sem se movimentar, seja em avião, ônibus, no carro ou até mesmo na cadeira do trabalho.

Ocorre que, após longos períodos sentado, os membros inferiores sofrem compressão, especialmente a região da panturrilha, ou seja, prejudicam a circulação sanguínea.

Além disso, pacientes que permanecem em leito de repouso por doenças ou cirurgias, também estão sujeitos a desenvolver trombose.

Como descobri que estava com Trombose Venosa Profunda.

Quem acompanhou nossa viagem pela Itália, soube que senti fortes dores nos joelhos logo após caminhar muito com calçado inadequado. Se você não viajou com a gente, ainda assim pode conferir as fotos no feed e os stories em destaque no Instagram.

Joelhos machucados luciana

Como fiquei preocupada com as dores nos joelhos, decidi que, ao retornar ao Brasil, procuraria um especialista para saber a causa.

Vai viajar e precisa comprar sua passagem aérea?

Comprar pelo melhor preço é essencial e te garante grande economia.

Devido a parceria do blog com a Passagens Promo, clicando no botão abaixo você sempre encontrará o melhor preço.
 

Mas o que tem a ver os joelhos com a Síndrome da Classe Econômica? É um dos sintomas?

A resposta é não. Aliás, não teria relação alguma se não fosse o fato de ter me consultado com um especialista em joelhos somente para saber a causa da dor. Desse modo, quando voltei ao Brasil, nem sentia mais as dores nos joelhos, somente dor na panturrilha.

E tamanha minha sorte (sorte nada, foi Deus) quando o médico desconfiou de trombose após eu mencionar essa dor na panturrilha, embora eu acreditasse ser uma leve dor muscular.

Com essa possibilidade, o médico me encaminhou para realizar uma ultrassonografia com urgência, a fim de descartar a existência de trombose.

Até ai, tudo bem pois acreditava fortemente que a dor seria apenas muscular e que tudo seguiria na normalidade.

Importante ==>> Clique aqui e fique por dentro das Novas
        Regras de Bagagem de Mão.

O diagnóstico de Trombose Venosa Profunda.

Logo após a consulta, segui para realizar a ultrassonografia. Tamanha foi minha surpresa quando a médica detectou um coágulo em minha perna direita. A partir dai, os alertas foram acionados.

Exame trombose venosa profunda embolia pulmonar
Exame de Utrassonografia

Duas horas depois, já com o resultado do exame em mãos, passei por nova consulta, só que desta vez com um clínico geral e um cirurgião vascular e angiologista.

Nesse ínterim, tive o diagnóstico de Trombose Venosa Profunda confirmado. Junto ao diagnóstico, recebi uma série de recomendações e cuidados a serem tomados em virtude de possuir risco de desenvolver uma Embolia Pulmonar.

Laudo Trombose venosa Profunda
Laudo com achados sugestivos de trombose venosa profunda

Para quem não sabe, a Embolia Pulmonar ocorre quando o coágulo se desprende e cai na corrente sanguínea, sendo levado ao pulmão. Desse modo, acontece a obstrução das artérias dos pulmões por coágulos, podendo ser fatal.

Confira ==>> 10 atrações imperdíveis e gratuitas para se conhecer em Roma.

Iniciando o tratamento da
Síndrome da Classe Econômica.

Passado o susto, precisamos ser práticos. 

Primeiramente, iniciei a ingestão de anticoagulante  a fim de promover a reabsorção dos coágulos pelo organismo e evitar a formação de novos. Aliado a isso, repouso. Foram 15 dias de “pernas para o ar”. Aliás, nenhum exercício físico é recomendado nesses primeiros dias de tratamento de trombose.

Embora seja contraditório, visto que a trombose se dá devido a imobilidade prolongada, na fase inicial corre o risco do coágulo se desprender por ainda estar gelatinoso. Então, é necessário o mínimo de esforço e movimento possível  para que o bendito coágulo fique quietinho no lugar dele.

Além disso, o uso constante de meia de compressão conforme a prescrição médica. No meu caso, estou usando meia de compressão média 20/30.

meia de compressão trombose

Ah, e o pior de tudo: castigo de viagens e trilhas. 

Agora, adivinhe o que eu, uma wanderlust nata, perguntei ao médico assim que recebi o diagnóstico?  Doutor, quando poderei viajar? Claro que levei uma bronca.

#Não perca essa dica#

Clique aqui e aprenda como fazemos para viajar mais gastando menos

Sintomas da
Trombose Venosa Profunda.

Eu senti somente dor na panturrilha mas há casos em que  a Trombose Venosa Profunda se apresenta de forma assintomática.

Entretanto, os sintomas mais comuns são:

  • Dor 
  • Calor local
  • Vermelhidão 
  • Inchaço
  • Rigidez da musculatura na região em que se formou o trombo.

A condição de embolia pulmonar pode ser caracterizada com a presença dos seguintes sintomas:

  • Falta de ar
  • Respiração curta e rápida
  • Aceleração dos batimentos cardíacos
  • Dor torácica
  • Ansiedade

Então, ao menor sintoma, procure um médico. 

Mas afinal, quais os
Fatores de Risco? 

Apesar de ninguém estar imune, algumas pessoas são mais propensas a desenvolver Trombose em virtude de:

  • Predisposição genética
  • Uso de anticoncepcionais
  • Tabagismo
  • Obesidade
  • Sedentarismo
  • Câncer
  • Gravidez e pós parto
  • Longas viagens aéreas ou terrestres
  • Desidratação
  • Entre outros.

Alguns artigos sugerem que até mesmo o uso de medicamentos para dormir durante a viagem de avião pode favorecer a ocorrência de Embolia Pulmonar.

Que tal alugar um carro pelo melhor preço?

Você pode alugar com até 60% de DESCONTO, parcelar em até 12X pelo cartão de crédito e o melhor, se for para fora do País não precisa pagar IOF, economizando mais 6,38%

Faça uma cotação online na RentCars.com, comparando o preço das melhores locadoras. É só clicar no botão.
 

Mitos.

Assim como em todo o campo de doenças, mitos rondam e assombram a muitos.

Provavelmente você já ouviu dizer que somente idosos podem ter Trombose. Na verdade, pessoas de qualquer idade podem ser atingidas, como por exemplo, a pessoa que aqui vos escreve, que ainda não é idosa.

Mais um mito é que somente pessoas que viajam de avião podem ter a Síndrome da Classe Econômica, porém, você já sabe que isso não é verdade.

Além disso, muitos acham que não existe tratamento e nem mesmo prevenção para a Trombose Venosa Profunda, o que também não procede.

Que tal conhecer Roma gastando pouco? Clique aqui e confira mais atrações incríveis e gratuitas para conhecer na Cidade Eterna.

Como prevenir.

Vale ressaltar que alguns hábitos podem ajudar a prevenir a ocorrência de Trombose Venosa Profunda.

A fim de manter o peso dentro dos limites, uma rotina de exercícios físicos e alimentação saudável são de extrema importância.

Além disso, restringir o consumo de bebidas alcoólicas e não fumar são medidas que contribuem na prevenção de trombos.

Mas e quando estiver viajando, o que fazer?

O primeiro ponto é caminhar, se movimentar. Os comissários de bordo que me aguentem a partir de agora hahaha.

Tente se levantar e caminhar a cada duas horas, porém, caso não seja possível, faça movimentos em suas pernas simulando uma caminhada.

Outro ponto importante é evitar a desidratação, então, procure não ingerir bebidas alcoólicas e beba água com frequência.

Há também a possibilidade de uso de meias elásticas pois melhoram o fluxo sanguíneo venoso e reduzem a chance de ocorrência da Síndrome da Classe Econômica.

Recentemente, o site O Globo publicou um artigo sobre a associação entre a formação de coágulos e longos trajetos percorridos de avião, carro ou ônibus. O artigo foi escrito pelo médico Alfredo Guarischi  e vale a leitura.

Compartilhe e ajude a salvar vidas.

Por fim, continuo em tratamento, na fase de realização de exames para saber exatamente qual a causa de ter sido diagnosticada com Trombose Venosa Profunda.

Há possibilidades de ser somente devido a minha pouca mobilidade durante o voo mas, pode ter ocorrido pelo uso de anticoncepcional.

A partir de agora, muitas atitudes serão tomadas por mim em virtude de ser predisposta a ter novamente a doença. Se Deus quiser não acontecerá, mas mesmo assim, farei minha parte.

O objetivo desse post foi alertar para a ocorrência tão comum da Síndrome da Classe Econômica e Embolia Pulmonar, principalmente em viajantes como nós.

Então, para que mais pessoas tenham conhecimento dessa doença e de como fazer para evitá-la, peço que ajudem a difundir esse post de modo a atingir ao máximo de pessoas. Vamos juntos combater esse mal.

Agora me conta, você sabia da existência da Síndrome da Classe Econômica? Já foi vítima da doença ou conhece alguém que teve? Comenta ai.

Beijos, Lu

Organize sua viagem com quem entende do assunto.

Reserve sua hospedagem, alugue carro ou contrate Seguro Viagem através dos nossos links e banners! NÃO EXISTE CUSTO EXTRA, pelo contrário, GANHAM DESCONTOS e encontram os melhores preços. Com isso, os sites parceiros nos pagam uma pequena comissão e você estará nos ajudando a monetizar o nosso trabalho e continuar produzindo conteúdo gratuito e de qualidade. 

HotelReserve seu Hotel com as melhores tarifas
Aluguel de CarroAluguel de Carro até 60% de desconto
Seguro ViagemSeguro Viagem com Desconto
Chip CelularChip de Celular com até 25% de desconto
AviãoPassagens com até 35% de Desconto

Siga nossas redes sociais.

Mostrar mais

Luciana Torezan

Paulista, 37 anos, servidora pública. Muito comunicativa e curiosa, tem paixão pelos animais e pela natureza, ama conhecer lugares e vivenciar culturas diferentes. Amante de trilhas e cachoeiras, está sempre motivada a botar o pé na estrada e ir atrás de novas aventuras. Tem prazer em compartilhar dicas e é a responsável pelo conteúdo do blog e redes sociais.

Artigos relacionados

16 Comentários

  1. Lu muito importante o que relatou pois vai ajudar salvar vidas.fique bem que Deus continue te protegendo. Obrigada

    1. Oie Wanda. Esse é o objetivo: ajudar a salvar vidas. Muito obrigada pelo carinho. Fique com Deus. Beijos

  2. Lu parabéns por falar de um assunto tão sério e importante, principalmente para quem gosta de viajar. Precisamos saber lidar com essa situação se algo acontecer. Desejo melhoras e viagens!!! Beijão te acompanho sempre 😉

    1. Oie Gi, infelizmente precisei passar para entender a importância. Agora é disseminar para que mais pessoas tomem os cuidados necessários e fiquem livres desse mal. Muito obrigada pelo carinho. Beijos e seja sempre bem vinda aqui.

  3. Obrigada pelas dicas Lu,
    Serao muito úteis, pois, roteiro europeu marcado pra setembro. Vamos treinar a galera e evitar esse transtorno.
    Se cuida, boa recuperação, amamos você.
    Big beijo.

      1. Olá Maria José, fico feliz em poder ajudar. Precisamos fazer com que mais pessoas saibam o que causa a Trombose e suas gravidades para que se previnam. Seja sempre bem vinda por aqui. Abraços, Lu

    1. Oie Andreia, que delícia que vem EuroTrip por ai!!! Coloca a meninada toda pra se mexer heim hahaha. Muito obrigada pelo carinho. Saudades, amo vocês. Beijos

  4. Parabéns por compartilhar tanta informação ! Realmente nunca acreditamos que poderá nos atingir … até que … um dia acontece! Não custa nada nos informarmos afim de Evitar chegar a esse ponto! Obrigada 😘🙏 se cuida 🙌😘

    1. Oie Bruninha, fico feliz que tenha gostado. O objetivo foi justamente fazer com que mais pessoas saibam das causas e dos meios de prevenção. Como disse, eu mesma não tinha conhecimento e foi um grande susto. Muito obrigada pelo carinho. Seja sempre bem vinda por aqui. Beijos

  5. Oi Lu não sabia dessa síndrome obrigada por compartilhar conosco.
    Muito útil para nós que ficamos Chile/Brasil/Chile rsrs
    Bjos linda boa recuperação

    1. Olá Clarice, fico feliz que tenha ajudado. Infelizmente muita gente não tem conhecimento dos riscos e das causas. Importante divulgar visto que há prevenção. Agora que já sabe, da para ficar mais atenta e se prevenir também. Muito obrigada pelo carinho. Beijos

  6. Acabei encontrando sua página por acaso quando li a palavra”trombose” e me chamou atenção! Tive embolia pulmonar após uma viagem de carro sem saber que já estava com o trombo na perna 😢 fiquei alguns dias na UTI e passei por um longo tratamento….sempre li sobre trombose, viagens e importância de não ficar tantas horas sentada mas nunca imaginei que pudesse acontecer comigo. Após vários exames os médicos chegaram a conclusão de que a minha possivelmente foi causada pelo uso de anticoncepcionais.
    Muito importante seu alerta! Também adoro viajar e hoje só posso viajar de avião tomando anticoagulantes, usando meia de compressão, ingerindo muito líquido e levantando muitas vezes rs Fica a dica pra vc se cuidar tbm! Boa sorte e uma ótima recuperação!

    1. Olá Kelly, graças a Deus foi tudo bem em seu tratamento. Mas que tenso… Eu que descobri no inicio levei o maior susto, imagino como você ficou. Ainda estou na fase de realização de exames para saber a causa, se tem a ver com o uso de anticoncepcionais. Mas já sei que, assim como você, terei que tomar os mesmos cuidados quando for viajar. Mas enfim, graças a Deus que descobrimos a tempo. Agora precisamos divulgar o máximo possível para que mais pessoas saibam dos riscos e principalmente como se prevenir. Muito obrigada pelo carinho e seja sempre bem vinda por aqui. Beijos e fique com Deus

  7. Eu ja sabia. Mas vc descreveu como foi a sua. Acredite, não era seu dia. Pois se fosse, não estaríamos lendo tuas palavras. Te cuida!

  8. Amiga, que susto, viu? Mas ainda bem que você já está melhot e ja ja ta voando de novo! Hehe… muito obrigada por esse relato e post tão esclarecedor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
NÃO PERCA NADA!!!
Inscreva-se em Nossa Newsletter. É Grátis
Seja o primeiro a receber as últimas atualizações e conteúdo exclusivo diretamente na sua caixa de entrada de e-mail
Inscreva-se
Experimente, você pode cancelar a inscrição a qualquer momento.
close-link