Pantanal Mato-grossense: Guia completo para sua viagem

Saiba o que precisa para conhecer o Pantanal Mato-grossense, quando ir, como chegar, onde se hospedar, o que fazer, passeios imperdíveis e tudo para aproveitar ao máximo do destino.

pantanal mato-grossense guia completo para sua viagem

O Pantanal Mato-grossense, também conhecido como Pantanal Norte, está localizado no Estado de Mato Grosso, pouco mais de 100 km da capital Cuiabá.

Ali se encontra uma das Estrada-Parque mais famosas do mundo: a Rodovia Transpantaneira, com 145 km de extensão. Grande parte do turismo do Pantanal Mato-grossense se concentra ao redor da Rodovia Transpantaneira, a qual tem início no município de Poconé e término na região de Porto Jofre.

Aliás, o município de Poconé é conhecido por ser a porta de entrada do Pantanal Mato-grossense, ou Pantanal Norte. A pequena cidade do interior, de saborosa gastronomia e povo simples, conserva e se orgulha de suas tradições. Então, conheça o Pantanal Mato-grossense e apaixone-se.

Fique prevenido com seguro viagem nacional.
Se seu convênio não tem cobertura em outros estados, o seguro viagem pode te ajudar caso você precise. Clique aqui e contrate agora mesmo com 10% de desconto.

O Pantanal

O Pantanal é a maior planície alagável do mundo, declarado pela Unesco em 2000, Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera, tamanha sua importância. O título condiz com a abundância de espécies e de água, uma vez que recebe bilhões de litros por dia de rios como o Paraguai, o oitavo maior rio da América do Sul, o qual banha 4 países: Bolívia, Brasil, Paraguai e Argentina.

pantanal mato-grossense

Nesse ecossistema, que é um dos mais ricos e complexos do planeta, uma biodiversidade de fauna e flora apenas superada pela Amazônia afinal, o Pantanal abriga cerca de 4.700 espécies entre animais e plantas. Dentre as espécies levantadas estão 3.500 plantas, incluindo árvores e vegetações aquáticas e terrestres, bem como 325  peixes, 53 anfíbios, 98 répteis, 656 aves e 159 mamíferos.

pantanal mato-grossense rios jacaré

O Pantanal abrange 250 mil km² distribuídos entre o sul do Mato Grosso, noroeste do Mato Grosso do Sul, leste da Bolívia e norte do Paraguai. Entretanto, 60% do território do Pantanal pertence ao Brasil, cujo bioma abrange quase 2% do território brasileiro.

Sobre o Pantanal Norte, ou Mato-grossense, as principais cidades com estrutura para turismo são Poconé, Cáceres, Barão de Melgaço e Santo Antônio do Leverger.

Em Poconé está localizado o Parque Nacional do Pantanal Matogrossense, criado pelo Decreto nº 86.392, de 24 de setembro de 1981, com área de 135.000 ha. O Parque Nacional do Pantanal Matogrossense é administrado pelo ICMBio e fica na confluência dos rios Paraguai e Cuiabá, no extremo sudoeste do Estado de Mato Grosso, fronteira com o Estado do Mato Grosso do Sul e a Bolívia.

Seguro Viagem nacional, vale a pena?

Logo de início, afirmamos que sim, vale a pena contratar um seguro viagem nacional.

De fato, a contratação de seguro viagem internacional é mais comum entre os viajantes, já que esse item é obrigatório para entrada em alguns países. Além disso, existem destinos onde a saúde custa muito caro e, qualquer tipo de assistência médica pode tornar-se um pesadelo.

seguro viagem nacional vale a pena?

Entretanto, os problemas que podem acontecer são muito parecidos, seja no Brasil ou no exterior. Com excessão de pessoas que possuem plano de saúde com abrangência nacional, os demais podem ter dificuldade em conseguir atendimento médico de qualidade durante sua viagem, ou ainda terão que desembolsar um grande montante.

Segundo levantamento da Agência Nacional de Saúde – ANS, em Janeiro de 2021, cerca de 75,5% dos Brasileiros não possuem qualquer tipo de Plano de Saúde.

Embora a assistência médica seja a principal vantagem buscada por quem contrata um seguro viagem nacional, outros benefícios podem estar cobertos. Dentre eles, assistências odontológica e farmacêuticas, cobertura para extravio de bagagens e cancelamento de voos, orientação em caso de perda de documentos e cartão de crédito, bem como assistência jurídica. Contudo, tais benefícios dependem do plano escolhido, devendo analisar com calma todas as coberturas antes de contratar.

Financeiramente falando, custa muito pouco contratar um seguro viagem nacional. Para se ter ideia, a média de custo pode ser de R$ 5 por dia para uma cobertura mínima de R$ 10.000. Ou seja, um investimento muito pequeno se comparado ao tamanho dos benefícios do serviço.

Então, não deixe de contratar seu seguro viagem nacional para conhecer o Pantanal Mato-grossense e viaje tranquilo. Aliás, reservando através de nosso site, você ganha 10% de desconto. Basta clicar aqui.

Pantanal Mato-grossense: Quando ir.

O Pantanal Mato-grossense possui quatro estações bem definidas, portanto, em cada uma delas, o cenário se transforma, variando de acordo com a presença ou não das águas.

Baixa Temporada

Entre novembro e dezembro ocorre o período das chuvas no Pantanal Mato-grossense (ou enchente), com muita fartura de alimentos e por isso, muitos animais à vista. Nesta época, a paisagem fica toda verde, mas o calor é intenso e há muitos mosquitos. É considerado período de baixa temporada devido a grande quantidade de chuva, podendo inclusive ter a trafegabilidade da Rodovia Transpantaneira comprometida.

A estação das águas, ou período de cheia, ocorre de janeiro a março. Neste período, o Pantanal Mato-grossense fica completamente alagado e os campos apresentam uma lâmina d’água espelhando o céu. Aliás, nesses campos alagados é possível passear de barco ou a cavalo. A época da cheia no Pantanal é excelente para observar aves aquáticas e mamíferos, mas o clima ainda é bastante chuvoso.

estação cheia pantanal mato-grossense

O período da vazante (transição da cheia para a seca) ocorre durante os meses de abril a junho pois, com a diminuição das chuvas, as águas começam a baixar lentamente. Nesta época, os mamíferos retornam para as áreas mais baixas e podemos observar diversos corixos, pequenos rios que se formam e desaguam as águas dos campos alagados nos rios mais próximos.

estação vazante pantanal mato-grossense

Nesses corixos, milhares de peixes ficam presos, atraindo diversas espécies de pássaros em busca de farta alimentação. A paisagem do Pantanal Mato-grossense nesta época é belíssima, tanto de dia quanto a noite, quando o céu se mostra muito estrelado.

Alta Temporada

O período de seca no Pantanal acontece de julho a outubro quando as chuvas param e, nos campos, encontramos apenas poças de água, onde os mamíferos e aves se amontoam em busca de alimento e para matar a sede.

corixo estação seca pantanal norte

O período de alta temporada acontece justamente durante a estiagem, vez que é a melhor época para a observação da vida selvagem.

pantanal mato-grossense corixos estação seca

Ou seja, o melhor período para visitar o Pantanal Mato-grossense é entre maio e setembro, quando chove menos, as águas baixam, a observação da fauna torna-se melhor e os ipês florescem, dando colorido ao cenário.

ipe roxo florido pantanal

Pantanal Mato-grossense: Como chegar

Conforme dito anteriormente, o Pantanal Mato-grossense está localizado na região sul de Mato Grosso. Para conhecer a região da Rodovia Transpantaneira, a referência é a cidade de Poconé, a porta de entrada do Pantanal Mato-grossense, distante 100 km da capital Cuiabá.

Para quem vem de outros Estados, a melhor opção é através de voos com destino a Cuiabá. O Aeroporto Internacional Marechal Rondon recebe voos diretos de diversas cidades do Brasil e por isso, é um destino que pode ser visitado após poucas horas de voo. Fique sempre ligado nas promoções de passagens do site Passagens Promo e encontre voos para o Pantanal Mato-grossense com descontos de até 35% todos os dias.

O trajeto de Cuiabá a Poconé é feito em rodovia asfaltada, entretanto, a Rodovia Transpantaneira tem apenas 2 km de trecho pavimentado.

Se acaso não estiver de carro próprio, poderá alugar um veículo no Aeroporto de Cuiabá e assim, ter liberdade em seu roteiro.

Recomendamos o site Rentcars.com, um comparador que busca todas as operadoras disponíveis no destino e apresenta os melhores valores, com descontos que chegam a 60%. Além disso, o pagamento pode ser parcelado em até 12x sem juros e é isento de IOF. Então, aproveite para fazer sua cotação aqui e alugue um carro pelo melhor preço.

Importante ressaltar que não há postos de gasolina ao longo da Rodovia Transpantaneira, então, complete o tanque em Poconé.

Embora o carro seja um meio prático de chegar ao Pantanal Mato-grossense, há hospedagens que oferecem transfer. Esta opção pode ser considerada, principalmente durante o período das chuvas, quando a Rodovia Transpantaneira fica em difíceis condições de trafegabilidade.

Aliás, durante o período chuvoso, o ideal é percorrer a Rodovia Transpantaneira com veículos altos ou 4×4. Já na seca, carro de passeio da conta do recado com facilidade.

O que fazer no Pantanal Mato-grossense

O que não faltam são atrações para fazer no Pantanal Mato-grossense, qualquer que seja a estação escolhida. Há passeios em que o visitante pode fazer por conta própria no Pantanal Mato-grossense mas outros, necessitam de guia local ou condutor.

pantanal mato-grossense o que fazer

Entretanto, praticamente todas as hospedagens do Pantanal Mato-grossense incluem os passeios para seus hóspedes no valor da diária. Com isso, não é preciso buscar por hotéis e agências operadoras de passeios já que as hospedagens também organizam os passeios.

o que fazer no pantanal mato-grossense

Então, saiba agora o que fazer no Pantanal Mato-grossense, quais os passeios imperdíveis e muito mais. Mas antes de prosseguir, ressaltamos a importância de seguir as orientações dos guias e respeitar a natureza.

1- Centro Histórico de Poconé

Tombado como Patrimônio Histórico de Mato Grosso, o centro histórico do município de Poconé ainda conserva a arquitetura do século XIX, relativa ao ciclo do ouro. Passear pelo centro de Poconé e contemplar a bela arquitetura é relembrar tempos históricos e viajar no tempo.

Poconé foi descoberta por Luiz de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres, em 1777, após ouro ter sido descoberto. Seu primeiro nome foi Beripoconé, nome proveniente de uma tribo indígena que habitava a região.

Além disso, assistir algumas manifestações culturais de Poconé, que acontecem durante festividades diversas da cidade, podem te levar a conhecer a história da região e seu povo. Dentre elas:

Cavalhada: O maior espetáculo a céu aberto do Estado, representa uma batalha medieval entre cavaleiros dos exércitos mouros e cristãos. Ocorre anualmente durante as Festividades em homenagem a São Benedito, geralmente no mês de junho.

Dança dos Mascarados: Apresentação exclusiva de Poconé, composta apenas por homens que vestem máscaras de arame e massa. O ritmo é instrumental com o uso de saxofone, tuba, pistões pratos e tambores.

Cururu e Siriri: Danças de caráter religioso onde se utilizam instrumentos musicais tradicionais como a viola de cocho, ganzá, reco-reco e tambor. As apresentações acontecem durante festividades religiosas de Poconé.

dito verde sesc pantanal viola de cocho
Dito Verde, homem Pantaneiro, tocando a Viola de Cocho

2- Passeio pela Estrada-Parque Rodovia Transpantaneira

A Estrada-Parque Transpantaneira, ou Rodovia MT-060, é uma via não pavimentada que cruza o Pantanal Mato-grossense e liga a cidade de Poconé ao Porto Jofre. Em seus quase 150 km de extensão, possui 120 pontes, algumas recém restauradas, outras precisando de manutenção.

rodovia transpantaneira

Conforme dito, o turismo do Pantanal Mato-grossense acontece no entorno da Rodovia Transpantaneira e por isso, é um dos atrativos mais importantes da região. Ao longo da estrada-parque é possível contemplar grande parte da beleza e dos encantos do Pantanal Mato-grossense.

Praticamente todas as Pousadas e Hotéis do Pantanal Mato-grossense estão na região da Rodovia Transpantaneira. Então, no deslocamento para sua hospedagem, o visitante passará por ela, a menos que se hospede no Hotel Sesc Porto Cercado.

O passeio pela Rodovia Transpantaneira pode ser feito por conta própria ou em tour organizado pela hospedagem. Durante esse passeio, existe a possibilidade de avistar centenas entre aves, jacarés e outros animais . Além disso, o visitante poderá observar a flora do Pantanal Mato-grossense e os rios que cortam a Rodovia Transpantaneira.

rodovia transpantaneira flora aguapé pantanal

Há ainda um monumento erguido em homenagem a São Francisco de Assis, o Padroeiro da Ecologia. Situado no km 22 da Rodovia Transpantaneira, o monumento é esculpido em madeira e tem 7m de altura.

Durante as chuvas, a via pode ficar comprometida, sendo preciso veículo alto ou 4×4 para trafegar com segurança. Mas em qualquer época do ano, dirija com tranquilidade, respeite os limites de velocidade e esteja sempre atento pois é comum encontrar animais cruzando a pista.

jacare transpantaneira

Os melhores horários para passear pela Rodovia Transpantaneira são entre 5h e 8h da manhã ou depois das 17h uma vez que as chances de encontrar animais e aves é maior. Entretanto, evite dirigir durante a noite para evitar acidentes. Não é cobrado qualquer valor para trafegar na Rodovia Transpantaneira.

3- Portal do Pantanal Mato-grossense

Localizado no Posto Fiscal da Estrada-Parque Transpantaneira, o Portal é o símbolo do Pantanal Mato-grossense. Passar por ali e não tirar uma foto em frente a placa com a frase “Aqui começa o Pantanal do Mato Grosso”, é como se não estivesse no local.

portal rodovia transpantaneira

O Portal do Pantanal Mato-grossense fica junto ao Posto Fiscal que é base para servidores de órgão ambientais, como o IBAMA, SEMA e Polícia Militar Ambiental. Aliás, na época dos incêndios de 2020, uma grande estrutura foi montada para atender a todos os que trabalhavam no combate, receber suprimentos e realizar reuniões de gerenciamento.

Assim que o visitante cruza o Portal, o Pantanal Mato-grossense apresenta toda sua beleza. A poucos minutos dali, as 3 primeiras pontes já concentram inúmeras aves, jacarés e outros animais.

rodovia transpantaneira poconé

Se acaso não tiver intenção de percorrer toda a Rodovia Transpantaneira ou muitos kms dela, vá pelo menos até essa terceira ponte após o portal. Certamente terá muito o que contemplar.

4- Focagem Noturna

A Focagem Noturna é um tipo de passeio realizado para observação de animais de hábitos noturnos, que deixam seus esconderijos ao cair da noite à procura de alimento. A focagem noturna no Pantanal Mato-grossense pode ser feita a pé, de carro (safari fotográfico) ou de barco.

focagem noturna de barco pantanal mato-grossense

Conforme dito anteriormente, as próprias hospedagens oferecem o passeio de Focagem Noturna a seus hóspedes, o qual tem duração de aproximadamente 2 horas.

Sem dúvida, um passeio imperdível para quem visita o Pantanal Mato-grossense uma vez que grande parte dos animais possuem hábitos noturnos, sendo grande a chance de avistá-los.

Vale ressaltar que este é um dos passeios para fazer no Pantanal Mato-grossense que deve ser operado por guias ou condutores locais. Aliás, a companhia dos guias faz toda diferença durante a focagem noturna, passeio de barco e safari fotográfico. São os guias quem identificam de longe os animais, param, apontam aos visitantes e relatam curiosidades sobre o animal avistado.

5- Passeio de barco / canoa

O passeio de barco a motor é um dos passeios mais tradicionais para se fazer no Pantanal Mato-grossense. Ao navegar grandes distâncias pelos rios do Pantanal, você poderá contemplar toda beleza e exuberância da flora, suas árvores centenárias, bem como observar ninhais, mamíferos, répteis e aves às margens do rio.

passeio de barco ao amanhecer no pantanal mato-grossense

Ou seja, o passeio de barco possibilita maior aproximação com a fauna e flora aquática do Pantanal Mato-grossense.

capivara no pantanal norte

Uma sugestão é fazer o passeio de barco no Pantanal Mato-grossense ao amanhecer ou entardecer. Durante o alvorecer, o passeio de barco tem aspectos da focagem noturna, uma vez que tem início de madrugada, antes do sol nascer.

por do sol durante passeio de barco pantanal

E o ponto alto é justamente assistir ao nascer do sol refletindo no rio, observando o movimento dos animais e os sons da mata. Emocionante.

amanhecer durante passeio de barco alvorecer pantanal

Na época da cheia, outro passeio muito realizado no Pantanal Mato-grossense é o passeio de canoa pelos campos alagados e corixos. Assim como falado anteriormente, durante essa estação, forma-se um espelho d’água nas planícies alagadas.

O melhor horário para viver essa experiência é a tarde com pôr do sol. O passeio de barco tem duração média de 2 horas.

6- Safari Fotográfico / Focagem Noturna

O Safari Fotográfico é dos passeios mais procurados pois é o melhor tour para observação de animais no Pantanal Mato-grossense, especialmente na estação da seca. O Safari Fotográfico é realizado em carros específicos, com a carroceria adaptada para levar confortavelmente os visitantes.

safari fotografico no pantanal norte

O objetivo é a observação de perto dos animais em seu habitat natural. O que mais agrada os visitantes são as surpresas encontradas pelo caminho, uma vez que os animais podem surgir de repente.

veado pantanal mato-grossense

O Safari Fotográfico pode ser realizado durante o dia, mas também a noite (Focagem Noturna), quando a possibilidade de encontrar animais de hábitos noturnos é muito grande.

ninho tuiuiu pantanal mato-grossense

O Safari Fotográfico tem duração aproximada de 2 horas e pode incluir passeio dentro da área da hospedagem, bem como pela Rodovia Transpantaneira.

7- Passeio a Cavalo no Pantanal Mato-grossense

O passeio a Cavalo, ou Cavalgada, é mais um passeio que você precisa fazer no Pantanal Mato-grossense, pois é a maneira mais tradicional de conhecer a região. A cavalgada é realizada com cavalos pantaneiros, fortes e adaptados ao ambiente, que atravessam áreas secas ou alagadas, dependendo da época.

cavalgada no pantanal mato-grossense

Com duração média de 1 hora e meia, é um dos passeios preferidos pelos turistas pois permite chegar a locais de difícil acesso, onde não se chegaria de carro ou caminhando.

passeio a cavalo pantanal mato-grossense

Além disso, é uma forma de aprender um pouco sobre o cotidiano do homem pantaneiro, que percorre todo o Pantanal Mato-grossense em cima de um cavalo. Mas não se preocupe caso não tenha experiência, pois os cavalos são mansos e treinados.

8- Trilhas Ecológicas

As trilhas ecológicas realizadas no Pantanal Mato-grossense são excelentes formas de conhecer a vegetação, as florestas de capões de acori e arvores nativas.

trilha ecológica pantanal

Além disso, é possível avistar animais como cobras, tamanduá bandeira, araras, macaco prego, bugio, tatu, jacarés e muitos outros.

tamandua bandeira pantanal mato-grossense

As trilhas são realizadas com o acompanhamento de guia local, que transmitem informações e orientam como os visitantes devem se portar a fim de garantir a segurança de todos. A duração do passeio dependerá do percurso e grau de dificuldade escolhidos.

9- Torre de observação do Pantanal Mato-grossense

Diversos hotéis e pousadas no Pantanal Mato-grossense contam com torres de observação em pontos estratégicos.

torre de observaçao pantanal mato-grossense

Do alto dessas torres, é possível observar aves, a vida silvestre, bem como contemplar os campos de cima e as paisagens que se formam a cada estação.

10- Observação de onça pintada

O Pantanal Mato-grossense é considerado um dos melhores lugares do mundo para avistamento da onça pintada. Por isso, a procura por pacotes com essa finalidade tem aumentado muito nos últimos tempos.

O Parque Estadual Encontro das Águas, localizado no encontro dos rios Cuiabá e Piquiri, na região de Porto Jofre, é uma reserva com 100 mil hectares e o ponto ideal para o avistamento. Ali, os visitantes percorrem os rios e canais em barcos a motor em busca da belíssima onça pintada. Apenas na região, são mais de 100 onças catalogadas então, a chance de avistar alguma é bem grande.

11- Observação de Aves / Birdwatching

O Pantanal Mato-grossense é um dos melhores lugares do mundo para observação de aves, pois conta com mais de 650 espécies catalogadas, algumas delas consideradas ameaçadas.

ninhal pantanal norte

Por isso, grupos especializados nesse tipo de turismo desembarcam todos os anos no Pantanal, vindo de várias partes do planeta.

pantanal mato-grossense tuiuiu

Aliás, há pousadas especializadas nesse tipo de turismo que oferecem estruruta para grupos de birdwatchers e guias capacitados para conduzi-los. Na foto acima, o Tuiuiú, ave símbolo do Pantanal.

tuiuiu ave símbolo do pantanal

12- Pesca esportiva

Embora não seja uma prática muito difundida no país, o número de pessoas interessadas na pesca esportiva vem crescendo todos os anos. O Pantanal Mato-grossense favorece a prática desse tipo de esporte tão ligado à natureza, pois possui grande número de espécies catalogadas nos rios da região.

Há inclusive, pousadas especializadas nesse tipo de turismo, que oferecem todo o aparato e guias de pesca para que os visitantes tenham a melhor experiência possível.

Onde se hospedar no Pantanal Mato-grossense

A infraestrutura de Hotéis e Pousadas no Pantanal Mato-grossense é farta e variada, com opções para todos os estilos e orçamentos. Conforme dito anteriormente, praticamente todas as hospedagens oferecem os passeios inclusos no valor da diária, geralmente 1 ou 2 passeios por dia.

amanhecer no pantanal mato-grossense

A escolha e agendamento dos passeios junto à hospedagem pode ser realizado no momento do check-in, uma vez que será preciso saber o que estará disponível na data.

Então, veja a seguir as melhores opções para se hospedar no Pantanal Mato-grossense, com média do valor das diárias. Lembrando que podem ocorrer alterações nos preços das diárias conforme disponibilidade e época do ano.

Vale ressaltar que sempre utilizamos o Booking.com para reservar hospedagens. O site oferece excelentes tarifas, opções de cancelamento grátis, bem como é possível ver avaliações dos hóspedes, ajudando na decisão.

Além disso, reservando através dos links que disponibilizamos aqui no site, as empresas nos pagam uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Desta maneira, você ajuda a monetizar o nosso trabalho e assim, conseguimos manter o blog sempre atualizado, com conteúdo de qualidade e gratuito. Gratidão.

Aliás, não deixe de ler o post Pousadas e Hotéis no Pantanal Mato-grossense pois poderá te ajudar na escolha de sua hospedagem.

Pousada Piuval

Situada cerca de 10 km de Poconé, a Pousada Piuval oferece uma piscina ao ar livre, parquinho infantil, quartos com ar condicionado, frigobar, TV a cabo e banheiro privativo. Além disso, a pousada oferece Wi-Fi gratuito, passeios a cavalo, de bicicleta, safari fotográfico ou de barco.

pousada piuval

Com nota 8,8, classificada como fabulosa pelos hóspedes, a Pousada Piuval tem diárias a partir de R$ 349,00 com todas as refeições incluídas. Um excelente local para se hospedar no Pantanal Mato-grossense próximo à Poconé, logo no início da Rodovia Transpantaneira.

pousada piuval

Aliás, leia o post exclusivo sobre a Pousada Piuval aqui no Blog e conheça mais desse paraíso.

Aymara Lodge

O Aymara Lodge está localizada no Pantanal Norte, no km 25 da Rodovia Transpantaneira, uma das regiões de maior abundância de vida selvagem do planeta. É uma nova pousada que oferece uma autêntica experiência de imersão na natureza, mas sem abrir mão do conforto.

aymara lodge pantanal mato-grossense

Com nota 9,3, é classificada pelos hóspedes como Fantástica, pois elogiam muito o atendimento e as refeições. O Aymara Lodge dispõe de restaurante, piscina ao ar livre, bar, jardim e vista do rio. Os quartos tem ar condicionado, vista da piscina, guarda-roupa, varanda térrea, produtos de banho, bem como Wi-Fi gratuito.

aymara lodge pantanal mato-grossense

As diárias no Aymara Lodge custam a partir de R$ 450,00 por casal com todas as refeições e atividades gratuitas. Mais uma excelente opção para se hospedar no Pantanal Mato-grossense.

aymara lodge pantanal mato-grossense

Pousada Araras Eco Lodge

Integrante da Roteiros de Charme, a Pousada Araras Eco Lodge tem nota 8,9, com atendimento e cuidado com o meio ambiente muito elogiados.

pousada araras eco lodge

Construída em harmonia com o seu entorno, oferece ambiente charmoso e familiar, quartos com ar condicionado e varanda com rede, bem como decoração rústica com móveis de madeira.

Localizada no Km 33 da Rodovia Transpantaneira, a Pousada Araras dispõe de piscina ao ar livre, terraço com redes, Wi-Fi gratuito e restaurante onde são servidas variedades de pratos regionais, além de um buffet de café da manhã diário.

pousada araras eco lodge

Além disso, todos os passeios estão inclusos na diária: trilhas a pé, passeios a cavalo, safári fotográfico e atividades de canoagem, assim como excursões noturnas. A diária na Pousada Araras Eco Lodge custa a partir de R$ 1200,00 por casal com todas as refeições e atividades inclusas.

Pousada Rio Claro

Situada no Km 41 da Rodovia Transpantaneira, a Pousada Rio Claro dispõe de restaurante, piscina ao ar livre, bar e lounge compartilhado.

pousada rio claro pantanal poconé

Os quartos contam com ar condicionado, vista para o jardim, mesa e Wi-Fi gratuito.

pousada rio claro pantanal pocone

Com nota 8,4, a Pousada Rio Claro tem diária a partir de R$ 619,00 por casal, com todas as refeições e 1 passeio por dia.

Hotel Pantanal Mato Grosso

Localizado no ambiente natural do Pantanal Mato-grossense, no Km 65 da Rodovia Transpantaneira, o Hotel Pantanal Mato Grosso fica à beira do rio Pixaim, de onde partem passeios de barco. A propriedade dispõe de piscina ao ar livre, lojas e restaurante com regime de pensão completa. 

hotel pantanal mato grosso

Os quartos do Hotel Pantanal Mato Grosso são avaliados como simples, mas possuem frigobar, banheiro privativo e ar-condicionado, bem como decoração de ambiente rústico e piso frio. 

hotel pantanal mato grosso poconé

Com nota 8,4, a diária no Hotel Pantanal Mato Grosso custa a partir de R$ 640,00 por casal, com todas as refeições e 1 passeio por dia inclusos na tarifa.

hotel pantanal mato grosso poconé

Santa Rosa Pantanal Hotel

O Santa Rosa Pantanal Hotel é uma ótima opção para se hospedar ao final da Rodovia Transpantaneira, na região do Porto Jofre, no Pantanal Mato-grossense. Situado as margens do Rio São Lourenço, no Km 142, o Santa Rosa Pantanal Hotel, conta com sua privilegiada localização para oferecer a melhor experiência para quem busca conhecer a fauna e flora pantaneira.

santa rosa pantanal hotel

A propriedade está anexada a uma reserva particular de 10.000 ha, com 7 km de Rio, Baias e Ninhais e vizinha ao Parque Estadual Encontro das Águas. Nesta área de proteção ambiental ocorrem as maiores incidências de onças pintadas por quilômetro quadrado do mundo.

santa rosa pantanal hotel

O Santa Rosa Pantanal Hotel oferece piscina e bar às margens do Rio, quartos com banheiro privativo, ducha solar, ar condicionado, cama box, bem como frigobar. Com nota 8,2 e localização muito elogiada, tem diárias a partir de R$ 960,00 por casal, com todas as refeições incluídas.

santa rosa pantanal hotel

Hotel Pousada Pantaneira

Se acaso optar por se hospedar na cidade de Poconé ao conhecer o Pantanal Mato-grossense, uma opção é o Hotel Pousada Pantaneira, localizada logo no início da Rodovia Transpantaneira.

hotel pousada pantaneira pocone mato grosso

Com nota 8,8 e diárias a partir de R$ 130,00 por casal, o Hotel Pousada Pantaneira oferece café da manhã e quartos com varanda térrea, banheiro privativo e TV de tela plana.

Pousada Haras Santa Rita

Mais uma opção para se hospedar na cidade de Poconé, portal de entrada do Pantanal Mato-grossense, é a Pousada Haras Santa Rita. A hospedagem dispõe de restaurante, piscina ao ar livre, lounge de uso comum, jardim e Wi-Fi gratuito.

pousada haras santa rita poconé

Os quartos possuem ar condicionado, guarda-roupa, TV de tela plana, assim como banheiro privativo. Com nota 8,6, as diárias da Pousada Haras Santa Rita custam a partir de R$ 290,00 para casal com café da manhã.

pousada haras santa rita poconé

Hotel SESC Porto Cercado – SESC Pantanal

O Hotel Sesc Porto Cercado, mais conhecido como SESC Pantanal é mais uma excelente opção para se hospedar no Pantanal Mato-grossense.

hotel sesc porto cercado sesc pantanal

Entretanto, o Sesc Pantanal não está localizado nos arredores da Rodovia Transpantaneira como os anteriores. Sua localização é na região de Porto Cercado, às margens do Rio Cuiabá, no final da MT-370, distante 42 km de Poconé.

ipe amarelo pantanal mato grosso

Em meio à exuberante paisagem do Pantanal Mato-grossense, oferece serviços de hospedagem, 2 restaurantes, área de lazer com piscinas, salão social, academia de ginástica, cinema, spa, pistas para caminhada, bem como passeios.

Algumas atrações do SESC Pantanal são o Eixo Ambiental, composto pelo Centro de Interpretação Ambiental, Borboletário, Coleção Entomológica e Formigueiro.

No Borboletário, o visitante tem contato com mais de três mil borboletas em um jardim que fornece meio de vida às dezenas de espécies que ali vivem. Lazer e educação ambiental resumem a experiência de visitar a grande gaiola de 300 m quadrados, repleta de cor e vida.

sesc pantanal borboletário

Todos os apartamentos, distribuídos em 07 blocos, dispõem de janelas com telas, TV a cabo, frigobar, cofre individual, telefone com discagem direta, ar condicionado e Wi-Fi.

As diárias custam a partir de R$ 512,00 para casal com todas as refeições no Restaurante principal incluídas. Contudo, há cobrança extra para acesso ao Spa, ao restaurante Cambará e algumas atividades. Além disso, as reservas são feitas apenas através do site do Hotel e comerciários tem 50% de desconto.

Pantanal Mato-grossense: O que comer

A culinária do Pantanal Norte é rica em sabores e baseada em peixes e ingredientes regionais. Todos os hotéis e pousadas contam com restaurantes onde servem comidas regionais a seus hóspedes.

pousada piuval o que comer no pantanal

Aliás, praticamente todas as hospedagens do Pantanal Mato-grossense oferecem diárias com pensão completa, ou seja, com café da manhã, almoço e jantar. Então, aproveite para se deliciar com o melhor da culinária pantaneira e veja os pratos que você não pode deixar de provar:

  • Arroz carreteiro (arroz com carne seca temperados)
  • Farofa de Banana (farinha de mandioca com a banana da terra madura frita)
  • Paçoca de Pilão (Carne seca frita socada no pilão de madeira)
  • Mojica de Pintado (Filé de Pintado (peixe) cozido com pedaços de mandioca, tomate e temperos)
  • Ventrecha de Pacu (postas da costela do pacu empanadas)
  • Caldo de piranha (peixe cozido totalmente sem escamas e espinhas)
  • Doce de Caju (caju descascado, furado, espremido e cozido em água e açúcar)
  • Francisquito (Biscoito a base de trigo, açúcar, banha de porco, ovos, sal e erva doce)
  • Carne de Jacaré (semelhante à carne de frango, servida frita ou ensopada)
  • Churrasco pantaneiro (preparado no fogo de chão, usando lenha de angico no lugar de carvão)

O que levar para o Pantanal Mato-grossense

Na hora de fazer as malas para conhecer o Pantanal Mato-grossense, alguns itens são essenciais para garantir o conforto e segurança durante sua viagem. Por isso, saiba agora o que levar em sua viagem ao Pantanal:

  • Repelente
  • Protetor solar
  • Chapéu ou boné
  • Camisetas manga longa com proteção UV de cores claras
  • Óculos escuros
  • Calças compridas
  • Roupas casuais e confortáveis
  • Roupas de banho
  • Casacos
  • Calçado fechado para caminhada (ideal 2 pares para o caso de molhar um deles)
  • Meias
  • Chinelo ou sandália confortável para a área do hotel
  • Câmera fotográfica, cartões de memória, cabos e baterias
  • Capa de chuva ou casaco impermeável para a estação chuvosa
  • Binóculos e lanterna (opcionais)
  • Garrafa de água ou mochila de hidratação
  • Kit de medicamentos para pequenos problemas e antialérgicos

Uma dica para roupas e casacos é escolher peças de cores claras, pois os mosquitos são atraídos por cores escuras, como azul marinho ou preto.

Outras dicas para sua viagem ao Pantanal Mato-grossense

Devido sua localização, é possível combinar a viagem ao Pantanal Mato-grossense com outros destinos do Estado. A começar por Cuiabá, a Capital do Estado, que conta sua história através da arquitetura, monumentos e ruas estreitas.

Outra sugestão é conhecer a belíssima Chapada dos Guimarães, 60 km distante de Cuiabá. Em meio a vegetação típica do cerrado brasileiro e a imponentes paredões de arenito, Chapada dos Guimarães oferece diversas trilhas, cachoeiras e mirantes lindos. Se possível, separe ao menos dois dias para curtir a cidade e leia o post onde se hospedar em Chapada dos Guimarães para conhecer opções para todos os gostos e orçamentos.

Além disso, você pode aproveitar para combinar sua viagem ao Pantanal Mato-grossense com Nobres, Dolina Água Milagrosa em Cáceres, Morro de Santo Antônio, Aldeia e Cachoeira Salto da Mulher, Fazenda Morro da Cachoeira e muito mais.

Planeje e faça suas reservas com antecedência para garantir disponibilidade em suas datas mas também, para economizar. Aliás, muito importante avisar que conseguimos diversos descontos para nossos leitores com empresas de nossa confiança. Inclusive, criamos a página DESCONTOS para disponibilizar todos os links e cupons de desconto.

Vale ressaltar que, as empresas com as quais fizemos parceria, são as que usamos, que sabemos da qualidade dos serviços, bem como oferecem ótimos preços. Por isso, temos a tranquilidade de recomendar a vocês.

Então, não deixe de conferir os descontos ativos na página DESCONTOS e economize em suas viagens. Lá você encontrará Seguro Viagempassagem aérea, aluguel de carro e de motorhomeHotéis, Pousadas e Hostelsingressos para atrações, câmbio de moedas, internet internacional e muito mais.

Se acaso precisar de alguma ajuda ou tiver qualquer dúvida, deixe seu comentário ou nos envie um e-mail para [email protected] Será um imenso prazer te ajudar.

Organize sua viagem com quem entende do assunto.

Planeje sua viagem com a gente!

Fazendo suas reservas pelos links do blog, você ganha descontos, não paga nada a mais por isso e ainda ajuda a manter nossa página no ar, sempre atualizada. Escolhemos nossos parceiros com base em nossas experiências e na qualidade dos serviços prestados.

Siga nossas redes sociais.

Instagram – @casalabordo

Facebook – Casal a Bordo

YouTube – Casal a Bordo

Twitter – @casalabordo

Luciana Torezan

Paulista, 38 anos, servidora pública. Muito comunicativa e curiosa, tem paixão pelos animais e pela natureza, ama conhecer lugares e vivenciar culturas diferentes. Amante de trilhas e cachoeiras, está sempre motivada a botar o pé na estrada e ir atrás de novas aventuras. Tem prazer em compartilhar dicas e é a responsável pelo conteúdo do blog e redes sociais.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo